A importância dos materiais ricos para o Marketing de Conteúdo

Os materiais ricos são parte fundamental de uma estratégia de Marketing de Conteúdo eficiente. E o motivo dessa importância se dá pelo fato desses conteúdos serem responsáveis pela maior parte dos leads gerados em campanhas de marketing digital.

Normalmente, o primeiro contato registrado com as pessoas interessadas no produto ou serviço oferecido pelas empresas na internet chegam através desses materiais, por isso é essencial a criação de conteúdos educativos, que aprofundem o conhecimento a respeito de assunto a fim de agregar valor para o cliente e gerar autoridade para o negócio.

Ebooks, podcasts, webinars, infográficos são os exemplos mais comuns de materiais ricos utilizados como isca para geração/nutrição de leads. Geralmente ofertados através de Landing Pages, eles podem ser utilizados em todas as etapas do funil voltado para marketing e vendas, que consiste em um modelo que representa a jornada do cliente desde o primeiro contato com a sua empresa até o momento da compra. E é justamente por conseguir mapear todos esses pontos de contato existentes nessa relação que o funil de marketing e vendas, aliado a estratégia de conteúdos ricos, tem tamanha importância para a eficiência do Marketing de Conteúdo.

Funil-de-vendas-marketing

Conheça a seguir um pouco mais sobre os principais tipos de materiais ricos e como eles podem ser utilizados pelo seu negócio a fim de conquistar novos clientes.

Ebook

Considerada uma das táticas mais eficazes do Marketing de Conteúdo, o ebook é uma ótima alternativa para aqueles posts de blog extensos. Por envolver certo tempo de pesquisa e também conhecimento por parte do produtor de conteúdo, esse tipo material consegue transmitir uma sensação de confiabilidade nos seus leitores.

Um dos principais benefícios do ebook diz respeito à facilidade de divulgação desses materiais, principalmente nas redes sociais. Basta uma boa imagem atrelada a um título que desperte atenção e curiosidade para que as pessoas se sintam atraídas a baixarem, e consequentemente, compartilharem esses conteúdos.

Além disso, o custo envolvido na produção é baixo, quando comparado aos demais tipos de materiais ricos, uma vez que a infraestrutura exigida envolve, em geral, quatro etapas: pesquisa, escrita, diagramação e divulgação. Ah! Mas se você não é o mestre do design, não se preocupe. Já existem disponíveis na internet templates voltadas para a diagramação de ebooks.

Podcast

Inspirado nos programas de rádio e febre nos anos 90, o podcast é uma forma de oferta de conteúdo muito interessante, visto o crescimento da mobilidade proporcionada principalmente pelos smartphones.

Para criar um bom Podcast é preciso, primeiramente, delimitar o tema que será abordado e pensar no formato de como será o seu programa. Geralmente, o tempo de duração de podcasts variam entre 10 e 20 minutos, porém se você atuar em algum segmento ligado ao entretenimento esse tempo pode ir além desses 20 minutos.

Para a gravação, fique atento quanto a três pontos essenciais para uma boa condução do programa: roteiro, microfone e programas de gravação e edição. Com um roteiro bem estruturado (que organize todas as suas ideias), um microfone de qualidade (para que o áudio captado seja agradável e sem ruídos) e um programa que permita captar e editar o áudio gravado, o seu podcast tem tudo para ser um sucesso junto ao seu público-alvo.

Webinar

O webinar, caracterizado como um tipo de conferência online e utilizado normalmente na última etapa do funil de marketing e vendas, tem como principal ponto forte a sensação de proximidade entre os clientes em potencial e a empresa. Por ter um especialista como principal personagem, esse tipo de conteúdo rico consegue conferir confiabilidade junto ao público e também gera referência perante o seu mercado de atuação.

Quanto melhor a produção, melhor a imagem que a imagem que o seu negócio passará. Por isso, a qualidade de vídeo e áudio são fatores importantes quando o assunto é a produção e gravação de um webinar.

Do ponto de vista do formato, é possível que esse tipo de conteúdo seja gravado ou ao vivo, onde a segunda opção se torna mais atrativa justamente por aproximar as pessoas do conteúdo, uma vez que é possível tirar dúvidas em tempo real junto ao condutor do material.

Infográfico

Um formato de conteúdo muito didático e que consegue prender facilmente a atenção das pessoas, o infográfico combina dados interessantes e design a fim de cativar e oferecer informação relevante ao seu público-alvo.

Utilizada normalmente quando existem muitos dados numéricos ou ainda quando há alguma demanda que exija um passo a passo, esse tipo de material rico consegue facilitar a leitura por meio de informações oferecidas por meio dos formatos visual e escrito.

Aí você pode estar pensando: “mas eu não tenho muita habilidade com ferramentas de criação e edição de imagens, como vou conseguir criar um infográfico”? Não se preocupe! Já existem muitas ferramentas, online e gratuitas, disponíveis para te ajudar nessa missão.

Um universo de possibilidades

Existem muitas possibilidades dentro do universo dos materiais ricos. Essas que apresentamos aqui são as mais tradicionais, mas nada impede que você crie outros formatos de conteúdo. Na verdade, tudo irá depender da estratégia de Marketing de Conteúdo que você deseja adotar para a sua empresa e também do perfil do público-alvo característico do seu segmento de atuação.

Na próxima semana vamos falar sobre a importância das Landing Pages e como elas podem te ajudar a alcançar os resultados esperados a oferta e divulgação de conteúdos. Até lá!

23/12/2016 por Amanda Pereira      Uncategorized